Armani Dubai

Hoje falaremos do Hotel Armani de Dubai.

Na última década, Dubai se tornou sinônimo de luxo e opulência, um oásis de conto de fadas onde pessoas podem vivenciar a vida da realeza árabe. Hotéis em Dubai são verdadeiras obras de arte que fascinam o mundo todo com seu incrível design e serviço impecável. Mais um sinal do declínio do Ocidente e a dominância de coisas ultra chiques, o fashion designer de Milão Giorgio Armani escolheu o Burj Khalifa Tower em Dubai para o estabelecimento de seu projeto no ramo hoteleiro. Essa é a estrutura mais alta do mundo feita pelo homem.

Hotel Armani de Dubai

 

 

Giorgio Armani se tornou a definição de estilo e design. Agora, ele está estendendo suas sensibilidades ao que abrange uma completa experiência em hospitalidade. Os Hotéis & Resorts Armani serão lugares que oferecem o mesmo tipo de boas vindas aos seus hóspedes que ele mesmo daria a amigos e família. Sua primeira propriedade, inaugurada em março de 2010 foi em Dubai e a segunda, em Milão em novembro de 2011.

O Hotel Armani de Dubai esta localizado no edifício mais alto do mundo!

Hotel Armani de Dubai

Giorgio Armani e Emaar Properties (criador do Burj) são empresas líderes em suas respectivas indústrias que se uniram para criar uma coleção internacional única de hotéis, resorts e residências que irão estabelecer novos padrões como destino de estilo de vida mais luxuoso do mundo. Esta colaboração inovadora é definida pela integração do design estético e icônico de Giorgio Armani, as mais prestigiadas localizações, o maior nível de serviço e tecnologia de ponta.

Relaxe em um mundo de elegância em cada um dos 160 quartos e suítes do Armani Hotel Dubai. As residências foram pessoalmente projetadas por Giorgio Armani e elas são o reflexo de sua abordagem pessoal quanto a elegância e estilo único.

Hotel Armani de Dubai

Armani não poderia ter escolhido um local mais dramático do que essa cidade desértica no Golfo Pérsico para exibir sua “opulência minimalista”. Por outro lado, há o contraste profundo entre o nível de luxo do Armani e de Dubai. Esses hotéis se esforçam seriamente para serem suntuosos. É possível se ter uma enxaqueca ocular ao visitar o auto proclamado “sete estrelas” Burj Al Arab Hotel (projetado por Tom Wright de WS Atkins em 1999), onde seu acabamento interior conta com folhas de ouro de vinte e dois quilates. Em relação à essa síndrome de ostentação, o elegante hotel Armani Dubai parece supreendentemente discreto.

Entrando no Hotel Armani de Dubai através de um dos três pavilhões de vidro situado entre os lobos da torre, o visitante entre em um lobby frio e sombrio dominado por uma construção de  arcos, como uma versão abstrata de uma escultura de aranha de Louise Bourgeois.

Hotel Armani de Dubai

 

Os materiais do hotel contrastam texturas – como os pisos de limestone Eramosa (tipo de pedra calcária) que refletem o revestimento de tecido das paredes. Seu esquema de cores é integralmente “Armani Jacket”, variando de bege a bronze, de cinza a chumbo. Os espaços públicos e os 160 quartos e suítes são localizados praticamente todos nos primeiros oito andares da torre, mais nos andares 38 e 39, com 144 apartamentos de curta estada projetados pelo Armani nos andares de 9 a 16.

 

 

6. armanihoteldubai-lobby

Os halls dos andares dos quartos do Hotel Armani de Dubail, com painéis de madeira zebrada adornados com luz de led na base e iluminação fluorescente no teto, partilham uma passarela insinuante com um mundo mais calmo. Esses halls levam a quartos exuberantes onde o Armani dividiu os espaços com paredes curvilíneas, fazendo menção as estrutura da parte exterior da torre. Como a maioria dos móveis e tecidos pertencem à linha de móveis domésticos Armani Casa, a idéia gesamtkunstwerk (é um conceito estético oriundo do romantismo alemão do século XIX) nunca termina. O ar aveludado dos quartos é calmante e relaxante.

7. Guestroomshall

 

8. Quarto1

 

Restaurantes, cafés, e lounges no hotel religiosamente aderiram a estética Armani junto com suas butiques, casa noturna e spa. O Ristorante italiano serenamente transmite a mais pura impressão Armani, onde claras banquetas curvilíneas e abajures de chão se curvam à iluminar mesas redondas, ecoando o tema formal da torre. O Restaurante japonês, Hashi, apresenta um visual casual mais contemporâneo (com música disco de fundo), mas Peck, uma delicatessen gourmet com toques Milanês e Vienense tem uma apelo maior à arquitetos.

 

 

10. Ristorante

 

12. Peck

11. Hashi

 

Apesar de Giorgio Armani ter supervisionado meticulosamente o projeto inteiro do hotel, ele teve o apoio de Wilson Associates, um escritório de interiores com sede em Dallas. Por causa de suas experiências passadas em projetar hotéis e resorts, incluindo o Ritz Carlton, Four Seasons, Kempinksi, Disney e Emaar Properties, pareceu que o suporte de Wilson poderia ser muito útil.

 

13. Spa1

 

14. Spa2

 

Se você gostou desse post compartilhe.

Dica de viagem da Atlanta Viagens e Turismo

Fotos: Divulgação

Marília Veiga atua  há mais de 30 anos como designer de interiores. Possui um estilo de trabalho contemporâneo. Acompanhe o que acontece no mundo da decoração e arquitetura no blog da Marília Veiga.