O reconhecimento internacional mais importante dentro do mundo da arquitetura foi dado ao arquiteto japonês Shigeru Ban,   conhecido  pelas suas construções com materiais sustentáveis.

 

shigeru_ban_dezeen

 

Shigeru Ban ganhou o Prêmio Pritzker de 2014, que é o prêmio mais importante para a arquitetura desde 1979. O prêmio leva o nome da família Pritzker, que tem grande parte dos seus negócios na cidade de Chicago. O sobrenome Pritzker é sinônimo de Hotel Hyatt que possui diversas estruturas hoteleiras espalhadas pelo mundo. Os Pritzkers são conhecidos pelo seu apoio em atividades educacionais, cientificas, médicas e culturais. Jay A. Pritzker (1922-1999), fundou o prêmio junto com sua esposa Cindy, eles acreditavam que um prêmio incentivaria e estimularia o público a reconhecer grandes construções e também iria inspirar uma maior criatividade dentro da profissão de arquitetura.

Shigeru Ban tem 56 anos e ficou famoso pelo uso de papel e papelão como material principal de suas obras arquitetônicas por mais de 30 anos. Entre os projetos mais conhecidos de Shigeru Ban, estão a Catedral de papelão na Nova Zelândia e o Centre Pompidou Metz na França. Além disso, Shigeru Ban é altamente respeitado pelo uso pioneiro de papelão em projetos de ajuda humanitária em todo o mundo.

“Vejo este prêmio como um incentivo para eu continuar fazendo o que estou fazendo, não para mudar o que estou fazendo, mas para crescer”

O arquiteto iniciou sua carreira no escritório de Arata Isozakadepois de ter estudado nos EUA, no Southern Califórnia Institute of Architecture e em seguidana Cooper Union School of Architecture em Nova York. Em 1985 ele fundou seu escritório em Tóquio, quando executou alguns projetos residências como por exemplo: Three Walls House (1988), Curtain Wall House (1995) e Naked House (2000).

Seus primeiros projetos com estrutura de tubo de papel, foram usados na construção de casas temporárias para refugiados vietnamitas após o terremoto de Kobe em 1995. Desde então o arquiteto já viajou pelo mundo para locais onde aconteceram desastres naturais ou desastres causados pelo homem para desenvolver abrigos recicláveis e casas com baixo custo nas comunidades afetadas. Ele também usou contêineres como elemento pré-fabricado para estruturas permanentes e temporárias.

“Um edifício é considerado temporário ou permanente, não pelos materiais que são usados, mas sim se o edifico é amado”-  Shigeru Ban

Shigeru Ban foi convidado pela embaixada do Brasil em Tóquio para construir um pavilhão temporário para o copa do mundo onde as pessoas se encontravam após os jogos, já que pelo fuso horário era complicado assistir ao vivo.

” Shigeru Ban é um arquiteto cujo trabalho incansável inspira otimismo. Onde outros podem ver desafios insuperáveis, Ban vê um convite à ação. Onde outros podem tomar um caminho seguro, ele vê a oportunidade de inovar. Além disso, ele é um professor comprometido que não é apenas um modelo para a geração mais jovem, mas também uma fonte de inspiração ” – Júri do Pritzker 2014

Algumas fotos de seus trabalhos

 

Se você gostou deste post deixe um comentário ou compartilhe com seus amigos.

Fotos:

http://www.dezeen.com/2014/03/25/key-projects-by-shigeru-ban/

Premio Pritzker

http://www.pritzkerprize.com/

 

Texto: Juliana Brunetti

 

Marília Veiga  atua há mais de 30 anos como designer de interiores. Possui um estilo de trabalho que valoriza o uso dos ambientes. Seus projetos combinam design e o aconchego. Siga o que acontece no mundo da decoração e arquitetura no blog da Marília Veiga.