almofadas na decoração marilia veiga

Você sabe o que faz um designer de interiores ? Essa é uma questão que até hoje as pessoas perguntam.

Decorador ou Designer qual a diferença?

Qual é o termo mais correto?  O próprio nome designer de interiores é algo recente. Antigamente as pessoas tratavam o profissional de interiores por decorador. Não que o termo decorador ou decoração esteja errado, mas no nosso entender, não  representa por completo a profissão. Na minha opinião a decoração é uma parte do trabalho, mas existe toda uma preparação para se chegar nessa etapa.

O Designer de interiores é o profissional que cuida dos espaços internos, tanto residenciais como corporativos.

Nosso trabalho pode ser dividido em duas etapas principais, planejamento e execução. Colocando desta forma parece algo bem simples, mas não é. Nós chamamos de projeto e acompanhamento.

O projeto seria toda a parte das ideias e soluções baseadas nas necessidades especificas de cada cliente. Ele é representado por plantas, memoriais, referencias, esquemas, 3ds, etc. O projeto é algo fundamental em qualquer ação, e na nossa área não é diferente.

o que faz um designer de interiores

Planta Baixa a alma do projeto

Através do projeto é que podemos tomar orçamentos, fazer escolhas em termos de proporção, cor e materiais. É como se fosse um mapa que mostra onde queremos chegar.

 

Abaixo um esquema de cores que mostra os tecidos, ores e materiais que serão usados no projeto.

o que faz um designer de interiores

Esquema de Cores

O acompanhamento é a parte onde o que foi planejado (projetado) precisa se tornar real. Envolve etapas como pesquisa de materiais, escolha de fornecedores, orçamentos, visitas à obra, escolha de amostras, cronograma, visitas as lojas de mobiliários, entre diversas outras tarefas.

Quanto ao trabalho. A primeira coisa que precisamos fazer ao começar um projeto é entender o que o cliente quer. O “briefing” ,como é chamado em alguns mercados. Esta parte é de suma importância, pois resultara nos primeiros estudos do projeto.

Nem sempre o cliente sabe especificar o que ele quer. Às vezes ele diz querer uma casa bonita, ou um espaço funcional. Nós vamos a fundo buscando compreender as coisas que são importantes para a pessoa, suas referencias, seus costumes, seus gostos. É quase um trabalho de psicologia.

Muitas vezes o projeto é para uma família. Então é importante entende-los como indivíduos e como um grupo. Exemplo: Se vamos projetar o quarto do filho de um casal podemos fazê-lo, mas voltado a ele. Quando fazemos um Home Theater pensamos no uso da família.

Abaixo um Home Theater com painel estantes e portas de correr. Marcenaria deixa i projeto singular.

decoraçao de Home Theater

Marcenarias são elementos funcionais e belos.

 

Passada a fase de entender o cliente vem à hora de projetar. Nesta etapa estudamos diversos fatores dos ambientes (suponhamos que seja um projeto residencial).

Estudamos o layout dos moveis (posição, estilo e proporções), a posição das paredes que não são estruturais, os pontos de iluminação, a infraestrutura para automação ou ar condicionado,  as tomadas, os pontos de telefone, o tipo de forro e seus detalhes, o tipo de piso e suas modulações, os revestimentos de cada espaço, as marcenarias planejadas e as customizadas com todos seus detalhes, acompanhamos na compra dos mobiliários, tecidos,  escolha das cores, as artes, os objetos e diversos detalhes que passam desparecidos para alguém leigo a profissão, como altura do rodapé ou largura da guarnição da porta.

As escolhas são feitas em fases, todos estes elementos somados e bem coordenados é que vão dar o resultado desejado, que num primeiro momento pode ser algo mais estético como a beleza. Mas depois, percebemos outras características intangíveis como: aconchego, funcionalidade, praticidade, conforto entre outros.

O que faz um designer de Interiores? Muito mais do que colocar um quadro na parede!

Então, quando alguém perguntar o que faz um designer de interiores, você saberá que  não é apenas uma pessoa que coloca a flor no vaso e o quadro na parede. É sim o profissional que busca a melhor interação entre as pessoas e seus espaços. Entendendo o uso e criando as soluções para que esta relação seja a mais harmônica possível. São pessoas que valorizam cada detalhe transformando os ambientes em algo singular e especial.

Para mim os espaços tem que ter três coisas principais: sensações, aconchego e identidade.

Para demostrar esta preocupação, separei algumas fotos de detalhes de nossos projetos.

 

Marília Veiga é designer de interiores há mais de 30 anos. Possui um amplo portfolio de projetos realizados no Brasil e exterior.  Siga as tendencias do design, arquitetura e decoração no blog da Marília Veiga